Dúvidas frequentes

1.

O que são resíduos de serviços de saúde (RSS)?

São os resíduos resultantes dos serviços relacionados com o atendimento à saúde humana ou animal, inclusive os serviços de assistência domiciliar e de trabalhos de campo; laboratórios analíticos de produtos para saúde; necrotérios, funerárias e serviços onde se realizem atividades de embalsamamento (tanatopraxia e somatoconservação); serviços de medicina legal; drogarias e farmácias inclusive as de manipulação; estabelecimentos de ensino e pesquisa na área de saúde; centros de controle de zoonoses; distribuidores de produtos farmacêuticos, importadores, distribuidores e produtores de materiais e controles para diagnóstico in vitro; unidades móveis de atendimento à saúde; serviços de acupuntura; serviços de tatuagem, dentre outros similares. Tais resíduos, por suas características, necessitam de processos diferenciados em seu manejo, exigindo ou não tratamento prévio à sua disposição final.

2.

Qual é a classificação dos resíduos de serviços de saúde?

Grupo A: Potencialmente Infectantes. Resíduos com a possível presença de agentes biológicos que, por suas características, podem apresentar risco de infecção.Grupo B: Químicos. Resíduos contendo substâncias químicas que podem apresentar risco à saúde pública ou ao meio ambiente, dependendo de suas características de inflamabilidade, corrosividade, reatividade e toxicidade. Substância, mistura ou material remanescente de atividades de origem industrial, serviços de saúde, agrícola e comercial, a ser destinado conforme legislação ambiental vigente, tais como utilização em outro processo, reprocessamento/recuperação, reciclagem, coprocessamento, destruição térmica e aterro .Grupo C: Rejeitos Radioativos. Quaisquer materiais resultantes de atividades humanas que contenham radionuclídeos em quantidades superiores aos limites de isenção especificados nas normas do CNEN e para os quais a reutilização é imprópria ou não prevista. Grupo D: Comuns. Resíduos que não apresentam risco biológico, químico ou radiológico à saúde ou ao meio ambiente, podendo ser equiparados aos resíduos domiciliares.Grupo E: Perfurocortantes. Materiais perfurocortantes ou escarificantes, tais como lâminas de barbear, agulhas, escalpes, ampolas de vidro, brocas, limas endodônticas, pontas diamantadas, lâminas de bisturi, lancetas; tubos capilares; micropipetas; lâminas e lamínulas; espátulas; e todos os utensílios de vidro quebrados no laboratório (pipetas, tubos de coleta sanguínea e placas de Petri) e outros similares.

3.

Qual é a classificação dos resíduos sólidos?

Resíduos Classe I - perigosos.

Em função de suas propriedades físicas, químicas ou infectocontagiosas, podem apresentar: (a) risco à saúde pública, provocando mortalidade, incidência de doenças ou acentuando seus índices; (b) riscos ao meio ambiente, quando o resíduo for gerenciado de forma inadequada. Ou ainda podem apresentar pelo menos uma das seguintes características: inflamabilidade, corrosividade, reatividade; toxidade e patogenicidade 3.

Resíduos Classe II - não perigosos.

Resíduos Classe II A - não-inertes.Aqueles que não se enquadram nas classificações de resíduos classe I - Perigosos, ou de resíduos classe II B - Inertes 2. Os resíduos classe II A (não inertes) podem ter propriedades, tais como: biodegradabilidade, combustibilidade ou solubilidade em água 3. Têm basicamente as características dos resíduos domésticos.     Resíduos Classe II B - inertes.Quaisquer resíduos que, quando amostrados de uma forma representativa, segundo a ABNT NBR 10007, e submetidos a um contato dinâmico e estático com água destilada ou desionizada, à temperatura ambiente, conforme ABNT NBR 10006, não tiverem nenhum de seus constituintes solubilizados a concentrações superiores aos padrões de potabilidade de água, excetuando-se aspecto, cor, turbidez, dureza e sabor, conforme anexo G da ABNT NBR 10004 3. Exemplos: resíduos de construção civil, como areia e tijolos.

4.

Quais resíduos eu posso acondicionar no saco de lixo preto?

Quais resíduos posso acondicionar em saco preto?

Resíduos orgânicos comuns e/ou não recicláveis

(resíduos de sanitário, sobras de alimentos, gomas de mascar, guardanapos sujos, lenços de papel, poda de árvores etc),

Juntar os resíduos orgânicos comuns e/ou não recicláveis em SACO PRETO. Encher só até 2/3; fechar com nó no pescoço do saco.

Quais resíduos não posso acondicionar em saco preto?

A:
- Material infectante
- Material que talvez seja infectante
- Material de atendimento em serviço de saúde

B:

- Resto de produto químico
- Substância/solução/material com mercúrio, níquel, cádmio, chumbo, crômio (ou outro metal pesado)
- Chapa de radiografia
- Fixador/revelador de fotografia
- Óleo (lubrificante, de cozinha ou de equipamento, etc)
saneante, desinfetante, desinfestante

RPM
- Medicamento
- Frasco com resto de medicamento líquido
- Frasco de medicamento vazio
- Cartela com comprimidos
- Cartela de medicamento vazia
C: produto com etiqueta de material radioativo
D: recicláveis em geral (papéis, papelão, alumínio, vidro, plástico)
E: objeto pontiagudo/cortante vidraria quebrada

Especiais:

- Pilha/bateria
- Lâmpada fluorescente queimada/quebrada

Tecnológicos:
- Equipamento eletroeletrônico/eletrodoméstico.
- Fita cassete, disquete

Construção civil:
- Areia, terra, argila, gesso, tijolo, telha

Desconhecido:
tipo e procedência ignorados.

5.

Qual a classificação dos resíduos recicláveis?

Azul: papel e papelão
Vermelho: plástico
Verde: vidro
Amarelo: metal
Preto: madeira
Laranja: resíduos perigosos
Branco: resíduos ambulatoriais e de serviço de saúde
Roxo: resíduos radioativos
Marrom: resíduos orgânicos
Cinza: resíduos não recicláveis, misturados ou contaminados.

Plásticos recicláveis
  • Copos
  • Garrafas
  • Sacos/Sacolas
  • Frascos de produtos
  • Embalagens Pet (Refrigerantes, Óleo, Vinagre,...)
  • Canos e Tubos de PVC
  • Caneta (Sem a tinta)
  • Tampas
  • Embalagens tipo Tupperware
  • Embalagens de produto de limpeza
Plásticos não recicláveis
  • Embalagem Metalizada (Café e Salgadinho)
  • Isopor e bandejas de isopor
  • Cabos de Panelas
  • Espuma
  • Bandejas de plástico
  • Acrílico
Papéis recicláveis
  • Jornais e Revistas
  • Listas Telefônicas
  • Papel Sulfite/Rascunho
  • Papel de Fax
  • Folhas de Caderno
  • Formulários de Computador
  • Caixas em Geral (ondulado)
  • Aparas de Papel
  • Fotocópias
  • Envelopes
  • Rascunhos
  • Cartazes Velhos
  • Caixa de Pizza
  • Cartolinas e papel cartão
Papéis não recicláveis
  • Papéis Sanitários (papel higiênico)
  • Papéis Plastificados
  • Papéis engordurados
  • Etiquetas adesivas
  • Papéis Parafinados
  • Papel carbono
  • Papel celofane
  • Guardanapos
  • Bitucas de Cigarros
  • Fotografias
Vidros recicláveis
  • Potes de conservas
  • Embalagens
  • Frascos de remédios vazios
  • Copos
  • Cacos dos produtos citados
  • Vidros Especiais (Tampa de forno e microondas)
  • Garrafas
Vidros não recicláveis
  • Espelhos
  • Boxes Temperados
  • Louças
  • Óculos
  • Cerâmicas, porcelanas, pirex
  • Tubos de TV e monitores
  • Para-brisa de carros
Metais recicláveis
  • Tampinhas de Garrafas
  • Latas
  • Enlatados
  • Panelas sem cabo
  • Ferragens
  • Arames
  • Chapas
  • Canos
  • Pregos
  • Cobre
  • Embalagem de marmitex
  • Papel alumínio limpo
Metais não recicláveis
  • Clipes
  • Grampos
  • Esponja de Aço
  • Aerossóis
  • Latas de Verniz
  • Latas de solventes Químicos
  • Latas de inseticidas

6.

Como embalar corretamente o lixo cortante?

O modo correto de embalar vidros quebrados, latas, pregos, arames e outros materiais cortantes:

  • Coloque os vidros ou os materiais cortantes em jornais ou papelão e em seguida enrole-os, tomando muito cuidados para não se ferir.
  • O descarte dos vidros quebrados poderá também ser embalados em caixas do tipo longa vida e/ou em garrafas pet.
  • Nos casos das latas, dobre a tampa  para dentro.
  • Se possível ainda, identifique que naquele saco de lixo contém materiais cortantes. 

Embalar corretamente é fácil e não demora. E é a ajuda que você estará dando aos amigos coletores. Proteja quem ajuda a manter a cidade limpa!

Voltar

Maravilha - sc

Av. Alcides Antônio D'Agostini, nº 80
Setor Industrial / CEP 89874-000
Fone +55 49 3664.0187
Fone +55 49 3664 1663
Fone +55 49 3664 1113
Fone +55 49 3664 1386
Fax +55 49 3664.0195

Chapecó - sc

Rua Blumenau, 320D
Bairro Líder
Fone +55 49 3323.4569

joaçaba - sc

RUa Sete de Setembro, 77
Centro
Fone +55 49 3522-4899